Regressar

Manel Ollé, Neus Caamaño Tao

Fragmentos do antigo caminho chinês do mestre Laozi

Como iniciar as crianças na filosofia do taoismo?
Através de fragmentos selecionados do Livro do Tao que falam sobre rios, casas, copos ou árvores, descobrirão que o sábio não é sempre o mais forte e poderoso, mas antes um barqueiro que sabe aproveitar as correntes do rio, alguém leve e flexível como um bambu, que faz sem fazer e ensina sem querer, que avança sem seguir caminhos nem pegadas e nunca se perde.

Também disponível em catalão Também disponível em espanhol

Autor

Manel

Manel Ollé. Nasci em Barcelona em 1962. Escrevi sobre livros em alguns jornais e revistas e também publiquei uns quantos livros de poesia.

Se comecei a interessar-me pela cultura chinesa foi, em parte, devido a um livro de poemas chineses antigos (onde havia um sobre a emoção de um músico que deixa o alaúde em cima da mesa e ouve como o vento faz soar as cordas, e a música surge sozinha). Também me interessei pelo Livro do Tao por casualidade: à saída de um concerto de música cubana, um amigo disse-me que estava a estudar chinês na Escola de Línguas e que o professor Ding era muito bom. Desde que comecei a aprender chinês já não consegui parar.

Assim, apesar de ter estudado literatura catalã, agora dou aulas de História e Cultura Chinesas na universidade, traduzi para catalão um livro escrito em chinês e investigo sobre os piratas e os comerciantes da dinastia Ming. Também pratico as artes marciais suaves do Tai-Chi e do Tui-Shou.

Autora

Neus

Neus Caamaño. Nasci em 1984 numa aldeia muito pequenina da Catalunha chamada Terradelles. Partindo dali, ao caminhar para oeste, encontra-se o lago de Banholas e o seu monstro; e para leste, o Montgrí e as ilhas Medas. Como muitos meninos e meninas, uma das coisas de que mais gostava era desenhar. Ler, também. Continuam a ser duas das minhas paixões atuais que combino, sempre que posso, com passear pelas ruas de Sevilha, onde vivo.

Cresci rodeada de lápis, papéis, tesouras, tintas, pincéis. A minha mãe ensinou-me grande parte das coisas que sei, e penso que talvez tenha sido ela a razão pela qual decidi matricular-me em Belas-Artes, em Barcelona, onde voltei a desenhar horas seguidas, quase sempre com carvão e tinta-da-china, que me deixavam as mãos pretas. Passados cinco anos descobri o mundo da ilustração, que me fascinou imediatamente. Do que mais gosto é do álbum ilustrado: pensar, procurar, experimentar ideias e imagens, recortar e colar, apagar e começar outra vez.

Ecos:

Tao
Coleção:
Pequena Fragmenta
Volume
14
N.º de páginas:
40
Primeira edição:
outubro de 2017
ISBN:
978-84-15518-80-8
Encadernação:
capa dura, 28 x 24 cm
PVP: 13.63
Booktrailer do livro 'Tao', de Manel Ollé e Neus Caamaño (Pequena Fragmenta) Booktrailer do livro 'Tao', de Manel Ollé e Neus Caamaño (Pequena Fragmenta) Booktrailer do livro 'Tao', de Manel Ollé e Neus Caamaño (Pequena Fragmenta)
Booktrailer do livro 'Tao', de Manel Ollé e Neus Caamaño (Pequena Fragmenta)

Booktrailer do  Tao. Fragmentos do antigo caminho chinês do mestre Laozi , com texto de  Manel Ollé e ilustrações de  Neus Caamaño . [+]